08/08/2017 | 03h:50

Dirigentes da CBF ascendem velas pra Ana Paula cair




Sinceramente eu acho que o pessoal anda pegando demais no pé da Aninha. Essa semana recebi uma ligação de um dirigente amigo meu da CBF e durante o papo ele me dizia: “Jesus, ninguém aguenta mais a Ana Paula por aqui”. Parece que na Bahia ela também é pessoa não grata. Agora eu queria entender, por qual motivo existe essa perseguição?

Ana foi uma das melhores auxiliares do Brasil. Praticamente não errava! Claro que nem sempre iremos agradar a todos, eu mesmo não agrado, mas que estão pegando demais no pé dela, estão!

Parece que ela não gostou de sair do Comitê do Coronel Marinho. Rebaixaram ela para a famigerada escola dos amigos do Sérgio Corrêa e puseram o Maurício, acho que é esse o nome do ex-auxiliar da CBF do Rio de Janeiro, no lugar dela.

Na realidade, o ambiente é ruim ali dentro. É um querendo derrubar o outro. Não existem amigos. Tudo ali é feito por conveniência. Soube que tem até um dirigente lá dentro que quando a pressão está grande, para não cair, finge estar doente....

Meus amigos, se as paredes da sala do Comitê de Árbitros da CBF falassem, eu juro que gostaria de escutar. 



28/06/2017 | 03h:05

Três árbitros poderão deixar a FIFA no fim da temporada




Publicamente a CBF não vai falar nada, mas nos corredores de sua sede, no Rio de Janeiro, especula-se que Marcos Marinho, Presidente do Comitê Nacional de Arbitragem estuda a possibilidade de fazer uma mudança radical no quadro internacional no fim deste ano, e se fizer, estará corretíssimo.

Fazendo uma avaliação técnica no quadro internacional, o Brasil tem o pior de todos os tempos e por esse motivo é necessário mudar. Com o fim do famigerado quadro/político de aspirantes, acredito ser capaz de o Coronel colocar alguns árbitros que não eram dele na FIFA, algo que já está deixando muitas pessoas de cabelo em pé.

São Paulo sempre foi um estado pioneiro na formação e revelação de árbitros padrão FIFA. Porém nos últimos anos, o que se viu na terra da garoa de “novidade” foi o quarentão Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza esbofeteando a própria paulista que demorou reconhecer seu talento e com isso perdeu a chance de promovê-lo à FIFA.

Luiz Flávio de Oliveira entrou, mas não justificou. Tem uma série de problemas causados por lesões e não consigo enxergar uma carreira internacional pra ele, embora seja um bom árbitro. Por esse motivo, se sair será justificável. O mesmo cabe a Raphael Claus. Árbitro fraco tecnicamente que nem de longe merece estar na FIFA. Entrou porque São Paulo precisava de um escudo e sem alternativa, o promoveram. Esse sim é um fortíssimo candidato a sair no fim do ano.

Rodolpho Toski, do Paraná e Wagner Reway, do Mato Grosso, talvez sejam um dos árbitros mais frágeis já vistos no futebol. Não adianta: quando não tem talento, você pode de todas as maneiras tentar forçar a barra, mas o resultado sempre será o mesmo. Ambos entraram na FIFA sem a aprovação de Marcos Marinho, que optou por não se envolver na lista, que quando assumiu, já havia sido enviada à FIFA.

O paraense Dewson Freitas tem que tomar cuidado. Tenho informações que há em pastas ligadas ao Comitê de Árbitros da CBF uma pessoa que se faz de amiga, mas já disse publicamente a interlocutores que não gosta dele. Portanto, analisando as escalas do Brasileiro até aqui, não se espante caso o Norte do país perca esse escudo, o que para o futebol seria uma pena. É muito mais fácil tirar um negro, pobre lá do Norte, do que tirar um alto, de madeixas alisadas mas que não apita coisa nenhuma como o de São Paulo.

Anderson Daronco, Ricardo Marques e Wagner Magalhães são os três melhores árbitros do Brasil atualmente. Estes podem ficar tranqüilos, pois não sairão. O mesmo se adéqua ao apagado Wilton Sampaio que voltou do Mundial e fez uma bela arbitragem no jogo entre Corinthians x Grêmio. Talvez se fosse mais ousado teria ido mais longe. Este é aquele FIFA que serve apenas para tapar a vaga.

Quanto a Sandro Meira Ricci... dizem que ele quer é a vaga do Seneme na Conmebol e como é articulado, inteligente e rico, não se surpreenda caso ele volte da Copa e derrube o ex-FIFA de São Carlos. 



25/06/2017 | 01h:18

Eleição na ANAF movimenta os bastidores da arbitragem brasileira




O pleito que definirá o próximo presidente da ANAF é só em 2018, mas mesmo assim a disputa já começa movimentar os bastidores do futebol nacional. Tomei conhecimento que, inclusive, tem gente em campanha como um famoso ex-quase-árbitro em atividade, que anda ligando para os colegas desejando-lhes “boa sorte” antes dos jogos. Curioso, não?

É natural e excelente para a democracia (sou favorável a alternância de poder) que novas pessoas surjam e queiram se candidatar, ainda mais agora que a ANAF atravessa um momento político/financeiro confortável. Engraçado que quando a entidade estava quebrada, muitos que agora preiteiam uma vaga, a ignoravam, mas como no futebol as coisas mudam do dia para a noite, não se espante com o que possa vir acontecer na entidade nos próximos anos.

Ao longo do tempo, eu vi muita gente se “encostar” na ANAF usando-a como trampolim para cargos maiores. Uns trabalharam com seriedade e isso aconteceu naturalmente, mas outros, inclusive que hoje estão na CBF, a usaram de forma descarada com este fim. Trocando em miúdos: estes não foram os primeiros e não serão os últimos a usarem esse expediente.

Recentemente o Dr. Marco Polo, Presidente da CBF a quem tenho um grande respeito e admiração, acabou promovido à ‘Almirante’ sem nunca antes em sua vida ter “comandado um pedalinho”. Isso comprova que pelo poder tem gente que é capaz de abraçar-lhe na frente e por trás te detonar com a mais absoluta cara de pau.

Marco Martins é, de fato, o melhor presidente da história da ANAF e ponto final. Porém seu ciclo está se encerrando e o bastão terá que ser passado para outra pessoa. Tomara que seja alguém que pense em prol da coletividade e trabalhe, como o ex-auxiliar de santa Catarina trabalhou nestes quase 8 anos, sem ganhar um centavo sequer, em prol de uma categoria desunida que aos poucos sucumbi sua própria história.

Estou de olho!




VOZ DO APITO
Todos os direitos reservados © 2008 - 2015