Marcelo de Lima Henrique lidera com justiça as escalas do Brasileirão
Árbitro de 45 anos tem ditado moda no futebol com apresentações equilibradas que justificam sua continuidade no quadro nacional
Da redação
Atualizado em 23/06/2017 às 20h:35


RIO DE JANEIRO – O árbitro carioca Marcelo de Lima Henrique (foto) caiu no gosto do Comitê de Árbitros da CBF. Aos 45 anos de idade e sem o cobiçado escudo da FIFA que durante alguns anos esteve estampado em seu peito, se enganou quem apostava em sua aposentadoria no fim da última temporada. Embora já não tenha o mesmo vigor físico de anos atrás, tecnicamente é inquestionável a sua qualidade que nos jogos ao qual apresentou-se este ano, tornou-se ainda mais visível.

Ciente de que a renovação da arbitragem brasileira não deu certo e convicto de que mudanças radicais necessitam ser feitas no fim do ano, sobretudo no quadro internacional, Marcos Marinho, chefe dos árbitros do Brasil, precisava de um plano B para manter o Brasileirão sem polêmicas. Embora tenha optado por apostar em nomes conhecidos do grande público com certa frequência, o coronel aos poucos tem mostrado nas escalas, como será a sua filosofia de trabalho enquanto estiver no comando da nacional: apitou bem, é escalado de novo.

Inteligente e no auge de uma carreira marcada em apitar grandes espetáculos do futebol, Marcelo de Lima Henrique absorveu bem o que a CBF pediu e não à toa aos poucos volta ser o melhor árbitro em atividade do país de maneira incontestável. Nesta temporada ele atuou em dois jogos da Copa do Brasil e cinco jogos na Série A do Campeonato Brasileiro como árbitro central, panorama que comprova não só o seu bom momento, como também a acertada decisão de Marcos Marinho em mantê-lo atuando na elite do futebol nacional.

Enquanto passar nas provas físicas e teóricas, De Lima certamente estará entre os árbitros mais escalados do país em competições nacionais. Embora não tenha apitado nenhuma decisão estadual após seu retorno para o apito carioca, no Brasileirão o seu nome é praticamente unanimidade entre os membros do comitê que comandam a pasta mais espinhosa de Marco Polo Del Nero.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem




Deixe seu comentário
>> Nome:
>> E-mail:
>> Comentário:





Comentários


Roberto Soares Colman
REALMENTE O MARCELO CONTINUA EM ÓTIMA PERFORMANCE, PORQUE LEVA A ARBITRAGEM MUITO A SÉRIO COMO TEM QUE SER LEVADA...INFELISMENTE A GRANDE MAIORIA VAI MUITO ABAIXO DO ESPERADO COM ERROS INFANTIS, APESAR DO GRANDE NÚMERO DE ÁRBITROS EM VOLTA DO CAMPO...RENOVAÇÃO NA ARBITRAGEM NÃO PODE TIRAR O ÁRBITRO VELHO E COLOCAR UM NOVO. TEMOS QUE RENOVAR A QUALIDADE DO APITADOR...PRA ATUAR NO CAMPEONATO BRASILEIRO PENSO QUE O ÁRBITRO TEM QUE ESTAR PRONTO....TEM ÁRBITRO QUE NÃO APITA GRANDES JOGOS NEM NO SEU ESTADO E ATUA NA SÉRIE A DO BRASILEIRÃO....PARABÉNS MARCELO, TENHO CERTEZA QUE SEU PAI QUE UM GRANDE ARBITRO AQUI NO MEU ESTADO MS. ONDE TIVE O PRIVILEGIO NO INICIO DA MINHA CARREIRA DE TRABALHAR JUNTO COM ELE ATÉ EM JOGOS DO CAMPEONATO BRASILEIRO...PARABÉNS.

VOZ DO APITO
Todos os direitos reservados © 2008 - 2015