Campeonato Brasileiro começa com árbitros de todo país designados pela CBF
Nesse primeiro momento, critério utilizado pelo comitê nacional de arbitragem consiste em premiar os destaques dos estaduais
Da redação
Atualizado em 12/05/2017 às 00h:47


RIO DE JANEIRO - O Comitê de Árbitros da CBF divulgou a escala dos árbitros que atuarão na primeira rodada do Campeonato Brasileiro. De norte a sul do país, o órgão optou em descentralizar a arbitragem dando a oportunidade que estados geopoliticamente fracos no futebol como o Mato Grosso do Sul, mesmo tendo uma gestão vazia sob seu comando, estreasse este ano na elite do futebol nacional. Mesmo longe de estar entre os melhores árbitros do estado, Marcos Matheus Pereira comandará o jogo entre Ponte Preta x Sport, no próximo domingo, em São Paulo.

Contra todos os prognósticos vide o momento trágico que vive a arbitragem cearense que em sua grande maioria foi reprovada no último teste físico da CBF, o comitê optou por confiar o apito de Coritiba x Atlético GO ao melhor árbitro do Ceará na atualidade. Uma particularidade neste jogo foi a escala do auxiliar Marcione Mardonio, um dos mais fracos do futebol nacional na partida. O árbitro do jogo será Luiz César Magalhães que merece a oportunidade, sobretudo por ter sido o árbitro do primeiro jogo da decisão do campeonato cearense.

Presidente do Comitê de Árbitros da CBF, Marcos Marinho tem optado em administrar a sua pasta com uma gestão itinerante no país. Com alta popularidade entre os árbitros, o dirigente aos poucos está se adaptando a uma realidade difícil que terá pela frente. Além de ter o pior quadro FIFA de sua história, o Brasil tem também um quadro CBF inchado que não é utilizado como deveria, vide a repetição de alguns e o esquecimento de outros.

Nessa primeira rodada Marinho optou em escalar, com Alicio Pena Junior, na partida entre São Paulo x Cruzeiro, o árbitro carioca Marcelo de Lima Henrique que desprestigiado no Rio de Janeiro, desde a sua volta após sair queimado de Pernambuco não apitou nenhum jogo de expressão em seu estado. Curiosamente a CBF nesse primeiro momento escolheu não apostar nos nomes que o COAF do Rio trabalha. Além de Marcelo, o auxiliar Dibert Pedrosa também foi escalado. Revoltado por ter perdido o título de melhor auxiliar do país ano passado, ele que é conhecido por falar menos do que deveria, criticou a CBF por ter ficado fora do prêmio.



Muitos não sabem, mas embora não diga isso publicamente, Marcelo de Lima Henrique que ainda é um dos melhores árbitros do Brasil mesmo aos 45 anos, detesta trabalhar com Dibert Pedrosa. Em um jogo do Brasileirão em outras edições, ambos se desentenderam no campo de jogo graças a uma polêmica entre o técnico Cuca e o auxiliar de Petrópolis. Marcelo e Pedrosa até então não se bicam, mas como estão escalados mesmo acima dos 45 anos na Série A, não se espante caso ambos ressurjam nas redes sociais como “melhores amigos”. Assim como Marcelo, Dibert também ficou fora das decisões estaduais no Rio de Janeiro.

Apontados como dois dos mais fracos árbitros do Brasil, Wagner Reway e Rodolpho Toski, ambos da FIFA, também foram escalados. Segundo interlocutores da CBF, a ideia é ver como eles se comportam na Série A em suas estreias com o escudo branco. Diferente do que acontece com o catarinense Bráulio Machado que com correção também está escalado na elite no futebol brasileiro e vai comandar o jogo entre Grêmio x Botafogo, no domingo, em Porto Alegre.

Algumas ausências foram sentidas nessa primeira rodada. Uma delas é a do árbitro da FIFA Sandro Meira Ricci, que segundo informações, está fora do país. Nos últimos anos Ricci tem optado em se esconder dos principais jogos do Brasileirão. Perto de ir para mais uma Copa do Mundo mesmo longe de ser o melhor árbitro em atividade do Brasil, vamos ver qual será seu comportamento na gestão Marcos Marinho.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem




Deixe seu comentário
>> Nome:
>> E-mail:
>> Comentário:





Comentários

Ainda não há comentários para esta matéria. Seja o primeiro!

VOZ DO APITO
Todos os direitos reservados © 2008 - 2015